Arquivo da tag: Biblioteca Escolar

Leitura, biblioteca e política de formação de leitores no Brasil

Resumo
O fomento à leitura no Brasil vem, historicamente, contornando inúmeros obstáculos. Um dos mais frequentes é a inexistência de políticas públicas contínuas e bibliotecas, tanto públicas quanto escolares, que contribuam para o aprimoramento cultural, para a inserção da população à cidadania. A trajetória da implantação da biblioteca, pública ou escolar, em nosso país reflete hoje no desempenho das políticas públicas de leitura delineadas ao longo da história do Brasil e, ao mesmo, apresenta o retrato do leitor que temos hoje e, principalmente, sugere a base para o aprimoramento da política de formação de leitor que a escola pública deve adotar. Este artigo, resultado de tese defendida em 2006 pela Unesp/Marília, estrutura-se em três fases distintas: a primeira relata a invenção da escrita-leitura e sua íntima relação com o desenvolvimento da humanidade. A seguir, apresenta a convivência da sociedade brasileira com o livro, a biblioteca e a leitura desde a chegada dos portugueses ao país às primeiras décadas do Século XX e, posteriormente, aos programas brasileiros atuais de incentivo à leitura e à formação de leitor.

Palavras-chave: Leitura. Biblioteca Pública. Biblioteca Escolar. Políticas de Leitura. Formação de Leitores. Continue lendo Leitura, biblioteca e política de formação de leitores no Brasil

O uso dos multimeios no processo de ensino-aprendizagem da Escola General Rodrigo Otavio – EMGRO

Resumo
Apresenta, a partir da nossa observação, o uso dos Multimeios, também chamados de Recursos Audiovisuais, na Escola Municipal General Rodrigo Otavio (EMGRO). Adota como fundamentação teórica a Biblioteca Escolar e Multimeios, elencando definições e categorizações. Aborda a Biblioteca Maria Ruth de Souza do EMGRO e seu acervo de Multimeios com o objetivo, a partir de um percurso metodológico constituído das técnicas bibliográfica, descritiva e observação, apresentar o uso dos Multimeios pelos funcionários da EMGRO. Demonstra, como resultado de pesquisa, o interesse dos alunos pelos Multimeios; a falta de bibliotecários; além da falta de investimento, ações de planejamento e divulgação dos Multimeios. Conclui-se da necessidade da adoção de ações de uso dos Multimeios aos funcionários da Escola no processo de ensino-aprendizagem, destacando os professores, bem como da realização de novos estudos para acompanhar e comprovar se as ações propostas foram realmente aplicadas, e de que forma estas contribuíram no processo educativo da Instituição. Enfim, em todas as Instituições de Ensino, pesquisas como essa devem ser realizadas, já que a Biblioteca proporciona a extensão da sala de aula.

Palavras-chave: Multimeios. Recursos Audiovisuais. Biblioteca. Biblioteca Escolar. Continue lendo O uso dos multimeios no processo de ensino-aprendizagem da Escola General Rodrigo Otavio – EMGRO

Situação das bibliotecas escolares: o que sabemos?

Resumo
Este estudo teve como objetivo conhecer as características de diagnósticos sobre bibliotecas escolares brasileiras, elaborados por diversos autores. Foram identificados e analisados dezoito diagnósticos publicados na literatura da área, de 1979 a 2011, de forma a se obter uma visão do que já se estudou e se conhece a respeito das condições das bibliotecas escolares brasileiras. Foram analisados: os objetivos dos diagnósticos, a metodologia utilizada e a técnica de coleta de dados, o referencial teórico, os resultados obtidos, as conclusões e recomendações feitas pelos autores. A variedade de procedimentos de coleta e análise dos dados utilizados em cada diagnóstico impossibilitou inferências e conclusões mais aprofundadas. No conjunto, esses trabalhos compõem um retrato parcial da biblioteca escolar no país, confirmando a situação precária dessas instituições e tornando mais visíveis os problemas existentes.

Palavras-chave: Bibliotecas escolares. Diagnósticos. Brasil. Continue lendo Situação das bibliotecas escolares: o que sabemos?

Biblioteca escolar e a Lei 12.244/2010: caminhos para a implantação

Resumo
Apresenta a situação da biblioteca escolar, nas escolas municipais de ensino fundamental de Ribeirão Preto, tem em vista a Lei Nº 12.244, de 24 de maio de 2010, que determina a obrigatoriedade das bibliotecas escolares nas instituições de ensino com o bibliotecário, aborda os aspectos básicos da Biblioteca Escolar e da sua importância, bem como o papel do bibliotecário neste contexto. Propõe um modelo às instituições de ensino, destacando os padrões mínimos, para existência da biblioteca, bem como aproximar a comunidade escolar deste novo espaço, integrando-se à escola como parte dinâmica de ações educacionais e culturais.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Bibliotecário. Educação. Continue lendo Biblioteca escolar e a Lei 12.244/2010: caminhos para a implantação

Educação básica, biblioteca e espírito científico: circunstâncias e oportunidades

Resumo
Discorre sobre a escola e os reflexos das mudanças sociais nela e a partir dela. Aborda a questão da re-produção do conhecimento e sua repercussão no social. Sucintamente, apresenta dados sobre a avaliação do ensino brasileiro através do Censo Escolar de 2010 e do Relatório Pisa/OECD de 2009, estreitando a relação entre a Política Nacional de Educação e as perspectivas de desenvolvimento do país. Trata sobre a questão da pesquisa científica, a partir do seu nascedouro, a escola de Educação Básica. A prática de trabalhos-cópia tem revelado sério problema nesse ensino, que repercute nos demais níveis educacionais. Vislumbra a possibilidade de uma reorganização curricular onde o aluno tenha oportunidade de exercitar-se autor. Essa premissa atende as perspectivas da construção do conhecimento, do desenvolvimento da autonomia, e de se avançar em ciência e em tecnologia. Garantir recursos, pessoas qualificadas e um currículo que ilumine o caminho transcorrido pelo aluno durante as etapas da pesquisa escolar são entendidos como prioritários na construção do espírito científico a partir da Educação Básica. Aborda a necessidade da ampliação de número de escolas com bibliotecas e laboratórios de ciências (química, física, biologia e matemática), e de profissionais qualificados para melhor orientar os alunos no uso desses recursos na escola.

Palavras-chave: Educação básica. Desenvolvimento científico. Pesquisa escolar. Biblioteca. Currículo. Continue lendo Educação básica, biblioteca e espírito científico: circunstâncias e oportunidades

A mediação da informação como prática pedagógica no contexto da biblioteca escolar: algumas considerações

Resumo
Apresenta como objetivo investigar as perspectivas de aplicação da mediação da informação no âmbito da biblioteca escolar contemplando a realidade pedagógica, organizacional e dos serviços desenvolvidos, a partir da mediação implícita e explícita apresentada por Almeida Júnior (2009). Partindo dessas percepções o presente estudo estabelece perspectivas de mediação da informação na biblioteca escolar, objetivando contemplar a realidade pedagógica da mediação a luz de teóricos como Piaget (1978), Vygotsky (1998) e Freire (1978), organizacional com Vergueiro (1989) e dos serviços desenvolvidos nas bibliotecas escolares com Figueiredo (1996). Evidencia que a mediação da informação contribui para a biblioteca escolar como uma atribuição pedagógica e também em outros aspectos convergentes e/ou divergentes. Conclui que a mediação da informação na biblioteca escolar é um importante instrumento para a prática pedagógica, tanto no contexto implícito (sinalização, formação e desenvolvimento do acervo e organização/representação da informação), quanto no contexto explícito (mediação para leitura, pesquisa e serviços de referência, informação utilitária, além do uso das tecnologias digitais).

Palavras-chave: Mediação da informação. Biblioteca escolar. Mediação explícita. Mediação implícita. Continue lendo A mediação da informação como prática pedagógica no contexto da biblioteca escolar: algumas considerações

Organização da informação em bibliotecas escolares: contribuições para a competência informacional infantil

Resumo
A autonomia indispensável para a construção da competência da informacional infantil encontra na Biblioteca Escolar um lócus privilegiado desde que os recursos informacionais disponíveis estejam devidamente sistematizados e organizados. Sobretudo, é preciso utilizar na Biblioteca escolar, um sistema de organização da informação e uma terminologia condizente com o estágio de desenvolvimento dos seus usuários para promover constantemente o interesse pela leitura de forma lúdica e atrativa. Assim sendo, serão favorecidas a assimilação dos conteúdos e a formação da consciência crítica desde a infância.

Palavras-chave: Organização da informação. Biblioteca escolar. Competência informacional infantil. Continue lendo Organização da informação em bibliotecas escolares: contribuições para a competência informacional infantil

Formação do bibliotecário escolar: estudo sobre o curso de biblioteconomia e ciência da informação da UFSCAR

Resumo
A educação do Século XXI apresenta novas perspectivas de aprendizado para alunos, professores e familiares dentro do ambiente escolar, mudanças no ritmo de aprendizado, na busca por tornar o aluno autônomo, participativo e consciente de sua responsabilidade no processo educacional é um dos desafios da escola neste século. Preparar este aluno para ser um cidadão crítico, ativo diante dos desafios de sua vida e da comunidade a qual convive, vivencia, socializa e modifica, também é tarefa para essa ‘nova escola’. Para solidificação dessa educação é preciso a utilização de diversos ambientes escolares, entre eles a biblioteca escolar que se apresenta como parte integrante do processo educacional e o trabalho em conjunto com o professor neste ambiente dará o aluno a literácia informacional, a autonomia na leitura e escrita. Ao profissional bibliotecário cabe sua atuação pedagógica dentro desse novo espaço que se modificou junto com os processos de aprendizagem e a necessidade de nova formulação das escolas de Biblioteconomia, para garantir que o processo, integração do educando e educador se concretize e o bibliotecário cumpra seu papel de informar educando. A metodologia de pesquisa do trabalho procurou conhecer a realidade das bibliotecas escolares e da grade curricular do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar, para identificar se o mesmo está preparado para atuar na área de educação básica. Os resultados apresentam que mudanças devem ser realizadas para aproximar a prática pedagógica do profissional bibliotecário.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Bibliotecário escolar. Formação profissional. Escolas de Biblioteconomia. Continue lendo Formação do bibliotecário escolar: estudo sobre o curso de biblioteconomia e ciência da informação da UFSCAR