Arquivo da tag: Biblioteca Escolar em Revista

Biblioteca Escolar em Revista é uma revista semestral da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras / USP-Ribeirão Preto que se dedica à divulgação especializada nos estudos sobre história da leitura, biblioteca escolar, práticas de leitura no âmbito escolar, literatura infanto-juvenil e mediação cultural na biblioteca escolar, publicando principalmente pesquisas originais, como também documentos especiais, traduções e resenhas. Está disponível no endereço: http://revistas.ffclrp.usp.br/berev.

O uso dos multimeios no processo de ensino-aprendizagem da Escola General Rodrigo Otavio – EMGRO

Resumo
Apresenta, a partir da nossa observação, o uso dos Multimeios, também chamados de Recursos Audiovisuais, na Escola Municipal General Rodrigo Otavio (EMGRO). Adota como fundamentação teórica a Biblioteca Escolar e Multimeios, elencando definições e categorizações. Aborda a Biblioteca Maria Ruth de Souza do EMGRO e seu acervo de Multimeios com o objetivo, a partir de um percurso metodológico constituído das técnicas bibliográfica, descritiva e observação, apresentar o uso dos Multimeios pelos funcionários da EMGRO. Demonstra, como resultado de pesquisa, o interesse dos alunos pelos Multimeios; a falta de bibliotecários; além da falta de investimento, ações de planejamento e divulgação dos Multimeios. Conclui-se da necessidade da adoção de ações de uso dos Multimeios aos funcionários da Escola no processo de ensino-aprendizagem, destacando os professores, bem como da realização de novos estudos para acompanhar e comprovar se as ações propostas foram realmente aplicadas, e de que forma estas contribuíram no processo educativo da Instituição. Enfim, em todas as Instituições de Ensino, pesquisas como essa devem ser realizadas, já que a Biblioteca proporciona a extensão da sala de aula.

Palavras-chave: Multimeios. Recursos Audiovisuais. Biblioteca. Biblioteca Escolar. Continue lendo O uso dos multimeios no processo de ensino-aprendizagem da Escola General Rodrigo Otavio – EMGRO

Situação das bibliotecas escolares: o que sabemos?

Resumo
Este estudo teve como objetivo conhecer as características de diagnósticos sobre bibliotecas escolares brasileiras, elaborados por diversos autores. Foram identificados e analisados dezoito diagnósticos publicados na literatura da área, de 1979 a 2011, de forma a se obter uma visão do que já se estudou e se conhece a respeito das condições das bibliotecas escolares brasileiras. Foram analisados: os objetivos dos diagnósticos, a metodologia utilizada e a técnica de coleta de dados, o referencial teórico, os resultados obtidos, as conclusões e recomendações feitas pelos autores. A variedade de procedimentos de coleta e análise dos dados utilizados em cada diagnóstico impossibilitou inferências e conclusões mais aprofundadas. No conjunto, esses trabalhos compõem um retrato parcial da biblioteca escolar no país, confirmando a situação precária dessas instituições e tornando mais visíveis os problemas existentes.

Palavras-chave: Bibliotecas escolares. Diagnósticos. Brasil. Continue lendo Situação das bibliotecas escolares: o que sabemos?

Biblioteca escolar e a Lei 12.244/2010: caminhos para a implantação

Resumo
Apresenta a situação da biblioteca escolar, nas escolas municipais de ensino fundamental de Ribeirão Preto, tem em vista a Lei Nº 12.244, de 24 de maio de 2010, que determina a obrigatoriedade das bibliotecas escolares nas instituições de ensino com o bibliotecário, aborda os aspectos básicos da Biblioteca Escolar e da sua importância, bem como o papel do bibliotecário neste contexto. Propõe um modelo às instituições de ensino, destacando os padrões mínimos, para existência da biblioteca, bem como aproximar a comunidade escolar deste novo espaço, integrando-se à escola como parte dinâmica de ações educacionais e culturais.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Bibliotecário. Educação. Continue lendo Biblioteca escolar e a Lei 12.244/2010: caminhos para a implantação

Educação básica, biblioteca e espírito científico: circunstâncias e oportunidades

Resumo
Discorre sobre a escola e os reflexos das mudanças sociais nela e a partir dela. Aborda a questão da re-produção do conhecimento e sua repercussão no social. Sucintamente, apresenta dados sobre a avaliação do ensino brasileiro através do Censo Escolar de 2010 e do Relatório Pisa/OECD de 2009, estreitando a relação entre a Política Nacional de Educação e as perspectivas de desenvolvimento do país. Trata sobre a questão da pesquisa científica, a partir do seu nascedouro, a escola de Educação Básica. A prática de trabalhos-cópia tem revelado sério problema nesse ensino, que repercute nos demais níveis educacionais. Vislumbra a possibilidade de uma reorganização curricular onde o aluno tenha oportunidade de exercitar-se autor. Essa premissa atende as perspectivas da construção do conhecimento, do desenvolvimento da autonomia, e de se avançar em ciência e em tecnologia. Garantir recursos, pessoas qualificadas e um currículo que ilumine o caminho transcorrido pelo aluno durante as etapas da pesquisa escolar são entendidos como prioritários na construção do espírito científico a partir da Educação Básica. Aborda a necessidade da ampliação de número de escolas com bibliotecas e laboratórios de ciências (química, física, biologia e matemática), e de profissionais qualificados para melhor orientar os alunos no uso desses recursos na escola.

Palavras-chave: Educação básica. Desenvolvimento científico. Pesquisa escolar. Biblioteca. Currículo. Continue lendo Educação básica, biblioteca e espírito científico: circunstâncias e oportunidades

A mediação da informação como prática pedagógica no contexto da biblioteca escolar: algumas considerações

Resumo
Apresenta como objetivo investigar as perspectivas de aplicação da mediação da informação no âmbito da biblioteca escolar contemplando a realidade pedagógica, organizacional e dos serviços desenvolvidos, a partir da mediação implícita e explícita apresentada por Almeida Júnior (2009). Partindo dessas percepções o presente estudo estabelece perspectivas de mediação da informação na biblioteca escolar, objetivando contemplar a realidade pedagógica da mediação a luz de teóricos como Piaget (1978), Vygotsky (1998) e Freire (1978), organizacional com Vergueiro (1989) e dos serviços desenvolvidos nas bibliotecas escolares com Figueiredo (1996). Evidencia que a mediação da informação contribui para a biblioteca escolar como uma atribuição pedagógica e também em outros aspectos convergentes e/ou divergentes. Conclui que a mediação da informação na biblioteca escolar é um importante instrumento para a prática pedagógica, tanto no contexto implícito (sinalização, formação e desenvolvimento do acervo e organização/representação da informação), quanto no contexto explícito (mediação para leitura, pesquisa e serviços de referência, informação utilitária, além do uso das tecnologias digitais).

Palavras-chave: Mediação da informação. Biblioteca escolar. Mediação explícita. Mediação implícita. Continue lendo A mediação da informação como prática pedagógica no contexto da biblioteca escolar: algumas considerações

Organização da informação em bibliotecas escolares: contribuições para a competência informacional infantil

Resumo
A autonomia indispensável para a construção da competência da informacional infantil encontra na Biblioteca Escolar um lócus privilegiado desde que os recursos informacionais disponíveis estejam devidamente sistematizados e organizados. Sobretudo, é preciso utilizar na Biblioteca escolar, um sistema de organização da informação e uma terminologia condizente com o estágio de desenvolvimento dos seus usuários para promover constantemente o interesse pela leitura de forma lúdica e atrativa. Assim sendo, serão favorecidas a assimilação dos conteúdos e a formação da consciência crítica desde a infância.

Palavras-chave: Organização da informação. Biblioteca escolar. Competência informacional infantil. Continue lendo Organização da informação em bibliotecas escolares: contribuições para a competência informacional infantil

Formação do bibliotecário escolar: estudo sobre o curso de biblioteconomia e ciência da informação da UFSCAR

Resumo
A educação do Século XXI apresenta novas perspectivas de aprendizado para alunos, professores e familiares dentro do ambiente escolar, mudanças no ritmo de aprendizado, na busca por tornar o aluno autônomo, participativo e consciente de sua responsabilidade no processo educacional é um dos desafios da escola neste século. Preparar este aluno para ser um cidadão crítico, ativo diante dos desafios de sua vida e da comunidade a qual convive, vivencia, socializa e modifica, também é tarefa para essa ‘nova escola’. Para solidificação dessa educação é preciso a utilização de diversos ambientes escolares, entre eles a biblioteca escolar que se apresenta como parte integrante do processo educacional e o trabalho em conjunto com o professor neste ambiente dará o aluno a literácia informacional, a autonomia na leitura e escrita. Ao profissional bibliotecário cabe sua atuação pedagógica dentro desse novo espaço que se modificou junto com os processos de aprendizagem e a necessidade de nova formulação das escolas de Biblioteconomia, para garantir que o processo, integração do educando e educador se concretize e o bibliotecário cumpra seu papel de informar educando. A metodologia de pesquisa do trabalho procurou conhecer a realidade das bibliotecas escolares e da grade curricular do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar, para identificar se o mesmo está preparado para atuar na área de educação básica. Os resultados apresentam que mudanças devem ser realizadas para aproximar a prática pedagógica do profissional bibliotecário.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Bibliotecário escolar. Formação profissional. Escolas de Biblioteconomia. Continue lendo Formação do bibliotecário escolar: estudo sobre o curso de biblioteconomia e ciência da informação da UFSCAR